Conheça os horários das atividades e as proibições

As restrições das atividades sociais e econômicas definidas pelo Governo de Pernambuco, por conta da pandemia da covid-19, foram prorrogadas até o dia 6 de junho. Os números da doença são alarmantes no Estado: 3.188 novos casos confirmados e 65 óbitos na contagem de ontem, 20/5.

Pernambuco também teve a maior média móvel de confirmação de casos: 2.560 registros diários na última semana, número 34% maior que a média de 14 dias atrás. Desde março de 2020, o estado totaliza 452.721 infectados pelo novo coronavírus e 15.192 mortes devido à pandemia.

Os horários diferenciados do comércio e as proibições de festas e eventos continuam. A única novidade é que 53 cidades do Agreste já estão sob medidas ainda mais restritivas desde o dia 18/5. Neste caso, as proibições seguem mais rigorosas até o dia 31 de maio.

O pronunciamento, transmitido na internet, foi realizado pelo secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, e pela secretária-executiva de Planejamento, Ana Paula Vilaça. Longo relatou que os dados indicam a "estabilidade” de números, mas “em alta”. "Estamos em um platô. Deixamos de ter dados homogêneos em todo o estado e passamos a contar com uma preocupação ainda maior no Agreste. Por isso, já adotamos medidas mais rígidas", informou.

Confira as medidas restritivas:

  • Comércio em geral (inclusive shoppings centers e galerias comerciais) - pode funcionar das 10h às 20h de segunda-feira a sexta-feira. Nos finais de semana e feriados, estes estabelecimentos têm duas opções de horário: das 9h às 17h ou das 10h às 18h. 
  • Comércio de bairro - (estabelecimentos varejistas de pequeno porte situados em áreas residenciais, fora de shoppings centers e galerias comerciais), pode abrir: das 8h às 18h, das 9h às 19h ou das 10h às 20h, de segunda-feira a sexta-feira; das 9h às 17h ou das 10h às 18h, nos finais de semana e feriados. 
  • Loja de material de construção - pode funcionar: das 7h às 17h, das 8h às 18h, das 9h às 19h ou das 10h às 20h, de segunda-feira a sexta-feira; das 9h às 17h ou das 10h às 18h, nos finais de semana e feriados. 
  • Escritórios comerciais e de prestação de serviços - estão autorizados a abrir: das 10h às 20h de segunda-feira a sexta-feira; das 9h às 17h ou das 10h às 18h, nos finais de semana e feriados. 
  • Salões de beleza, barbearias, cabeleireiros e similares - podem funcionar: das 10h às 20h de segunda-feira a sexta-feira; das 9h às 17h ou das 10h às 18h, nos finais de semana e feriados. 
  • Academias e demais estabelecimentos voltados à prática de atividades físicas - podem abrir: das 5h às 20h de segunda-feira a sexta-feira; das 5h às 18h nos finais de semana e feriados. 
  • Restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência, bares e similares - estão autorizados a funcionar: das 5h às 20h de segunda-feira a sexta-feira; das 9h às 17h ou das 10h às 18h, nos finais de semana e feriados. Continua proibida a utilização de som. Este setor pode realizar entrega a domicílio e funcionar como drive-thru. 

OBS: As atividades econômicas e sociais que não tiveram o funcionamento disciplinado no decreto devem respeitar o horário de funcionamento das 10h às 20h, de segunda-feira a sexta-feira, e das 9h às 17h ou das 10h às 18h, nos finais de semana e feriados.

 

Conheça as atividades proibidas:

  • Prática das atividades em clubes sociais, esportivos e agremiações; salas de cinema e teatro; museus e demais equipamentos culturais; parques de diversão, temáticos e similares. 
  • As competições e práticas esportivas coletivas, profissionais ou voltadas ao lazer, com exceção dos jogos de futebol profissional, sem público, cumprido o protocolo específico, seguem sem autorização. 
  • Realização de shows, festas, eventos sociais e corporativos de qualquer tipo, com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes fechados ou abertos, públicos ou privados, inclusive em clubes sociais, hotéis, bares, restaurantes, faixa de areia e barracas de praia, independentemente do número de participantes. 
  • Operações de atracação de cruzeiros e outras embarcações de passageiros de grande porte, em todo o estado, inclusive no distrito de Fernando de Noronha.

...................................................................
Redação: Andréa Pessoa I @mandalaconsultoria
Imagem: Freepik

#covid-19
#pandemia
#AfremSindical

 

Rua Prof. Andrade Bezerra, 64 | Parnamirim
Recife – PE | CEP: 52.060-270
Tel.:(81) 3441-6044
afremsindical@afremsindical.org.br